Francês


Français

O francês (la langue française) é uma das mais importantes línguas românicas com um número de falantes apenas inferior ao do Espanhol e do Português. Em 1999, o francês era a 11ª mais falada língua do mundo, falada por cerca de 77 milhões de pessoas como língua mãe e por 128 milhões, se incluirmos os que a falam como segunda língua. É uma das línguas oficiais ou administrativas de várias comunidades e organizações (tais como a União Europeia, o Comité Olímpico Internacional, as Nações Unidas e a União Postal Universal).


Mais informações sobre o 1º Semestre 20/21 aqui.

Horários 1º Semestre 2020/21

P = Presencial | EaD = Ensino a Distância | SP = Semi-Presencial

SPA1 (Turma A) e 5ª das 14h às 16h | Profª. Azar Renani

SPA1 (Turma B) – 5ª das 18h às 22h | Profª. Sandrine Raminhos

P A1 (Turma C) – sáb. das 10h às 14h | Prof. Telmo Verdelho

SPA2.1 (Turma A) e 5ª das 16h às 18h | Profª. Azar Renani

SPA2.1 (Turma B) – 4ª das 18h às 22h | Prof. Telmo Verdelho

SPA2.1 (Turma C) – sáb. das 10h às 14h | Profª. Cristina Monteiro

A2.2 (Turma A) – 3ª das 18h às 22h | Prof(a). a definir

A2.2 (Turma B) – 4ª das 10h às 14h | Prof(a). a definir

SPB1.1 – 3ª das 18h às 22h | Profª. Cristina Monteiro

SPB1.2 (Turma A) – 4ª das 18h às 22h | Profª. Cristina Monteiro

EaD B1.2 (Turma B) – sáb. das 9h às 13h | Prof. François Paymal

EaD B2.1/B2.2 – 2ª das 18h às 22h | Profª. Zlatka Timenova *

* Curso decorrerá presencialmente apenas se a situação sanitária associada à Covid-19 estiver normalizada.

 

Nota Cursos Semi-Presenciais: O dia sublinhado será o dia de aulas presenciais na FCSH. 

Cursos de 4h (1 vez por semana) terão aulas presenciais semana sim, semana não. 

 

IMPORTANTE: Caso as faculdades voltem a encerrar todas as turmas passarão para EaD durante esse período.

 

 

Nota – Desde que exista um nº mínimo de 5 alunos, o ILNOVA pode abrir uma turma em qualquer nível ou curso técnico

1º Semestre 2020/21

DatasHorário
15/0914h
23/0910h
02/10*15h

*Os alunos que marquem teste para 02/10 terão mais 2 dias para concluir a inscrição, sem penalização.

 

NOTA: Os testes de aferição de nível para o 1º Semestre 20/21 estão a decorrer online e devem ser marcados com mais de 24h de antecedência, através de e-mail.

As entrevistas orais são marcadas a cada 15/20 minutos, pelo que se tiver alguma restrição de horário para o dia pretendido deverá dar essa indicação no e-mail. A parte escrita terá a duração de 1h.

O pagamento dos 15€ do teste é feito através de transferência bancária – os dados serão enviados após o e-mail de pedido de marcação.

Este teste não confere a atribuição de um certificado de competência linguística, pois trata-se somente de um teste de aferição.

 

O ILNOVA funciona como centro de exame TCF (Test de Connaissance du Français).

Para mais informações, http://www.ciep.fr/pt/tcf/

 

 

Preços Exames:

  • TCF Tout Public
    • Provas obrigatórias (compreensão oral, compreensão escrita, gramática/vocabulário): 80€
    • Cada uma das duas provas complementares (expressão escrita e expressão oral): 40€
    • Todas as provas : 150€ 
  • TCF ANF (Accès à la nationalité française) et TCF CRF (Carte de résident en France) : 120€
  • TCF Canada/Québec : 150€ 
    • Prova avulsa TCF Québec (compreensão oral, compreensão escrita, expressão oral, expressão escrita) : 40€

 

Exames TCF – Calendarização 2020/21

– 30/09/2020 (inscrição até 03/09)
– 27/11/2020 (inscrição até 02/11)
– 26/02/2021 (inscrição até 01/02)
– 03/05/2021 (inscrição até 06/04)
– 30/06/2021 (inscrição até 03/06)
Existe sempre a hipótese de fazer um exame fora destas datas. Para tal deverá enviar um email para o nosso secretariado.

Notas:

– Para realização de exames nos restantes meses, entre em contacto com o nosso secretariado.

– Não se realizam exames em Agosto.

 

Desde Fevereiro 2012, realizamos também sessões do exame « TCF pour l’accès à la nationalité française ». Para mais informações, entre em contacto com o nosso secretariado ou consulte http://www.ciep.fr/documents-communication/tcf-anf-fr.pdf

Os nossos professores estão habilitados oficialmente pelas autoridades francesas competentes (CIEP) como formadores DELF/DALF.

Os cursos de Preparação do Exame DALF C1 é de 30 horas – Modalidade de e-learning

Público alvo: Candidatos ao exame internacional DALF C1 (Diplôme Approfondi de Langue Française), com o nível B2 adquirido.

Objectivo: Adquirir as competências necessárias para a realização do exame DALF C1

Actividades:

1) Actividades de compreensão e expressãa partir de documentos escritos, orais e audiovisuais

2) Simulação da prova (exame DALF C1)

Duração: 30h em e-learning, através da plataforma Moodle (http://www.fcsh-elearning.edu.pt/)

As aulas e?learning :

Cada uma das 15 aulas programadas propõe actividades variadas para desenvolver uma das competências avaliadas no exame DALF C1 (compréhension de l’oral, compréhension des écrits, production écrite, production orale). O formando, graças a um simples acesso a Internet, realiza as actividades e manda os trabalhos efectuados para o professor que vai acompanhá?lo durante todo o processo formativo, personalizando assim o processo de ensino?aprendizagem.

Haverá também na plataforma Moodle documentos complementares para aprofundar a matéria do programa, assim como forúns e outros espaços de discussão nos quais os formandos podem participar/comunicar com o docente.

 

Mais informações sobre este curso em ilnova@fcsh.unl.pt

cd

Christina Dechamps (Coordenadora)

Doutorada em Linguística pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (dissertação em Lexicologia/Lexicografia/Terminologia sobre o ensino/aprendizagem da língua jurídica a aprendentes lusófonos), licenciada em filologia românica pela Faculdade de Letras da Universidade de Liège – Bélgica (dissertação em Literaturas Comparadas sobre as repercussões literárias e filosóficas do terramoto de Lisboa de 1755 no pensamento e na literatura europeia do século XVIII). Faz investigação na área da terminologia e tradução jurídica e do ensino/aprendizagem do francês língua estrangeira, nomeadamente na sua vertente especializada. Foi leitora de língua francesa nas universidades de Bolonha e Ferrara (Itália), onde leccionou também a literatura belga de expressão francesa. Está em Portugal desde 1997, onde, na qualidade de leitora, começou a leccionar aulas de língua francesa na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Desde 2001, é docente na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Lecciona actualmente cadeiras de didáctica do francês, tradução e língua francesa. Possuidora de profissionalização para o ensino básico e secundário. Formadora certificada pelo IEFP, pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua e pelo CIEP (DELF/DALF).


daniele

Danielle Place Oliveira

Pós-graduada em Ciências da Educação pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, licenciada em Línguas e Literatura Espanhola e Portuguesa pela Faculdade de Letras de Aix-en-Provence (dissertação da Licenciatura “As formas de comprometimento na obra de Fernando Namora”; formadora certificada pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua; docente na Alliance Française de Lisbonne de 1976 a 1986; docente na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa desde 1984. Tradução publicada em colaboração: Menger, Pierre-Michel, Retrato do artista enquanto trabalhador, Lisboa, Roma Editora, 2005.


jpierre

Jean-Pierre Léger

Licenciado em História, na especialidade de História Antiga, pela Universidade Sorbonne-Paris IV e diplomado em Estudos Avançados em História das Religiões. Leitor na Faculdade de Ciências Humanas e Sociais – Universidade Nova de Lisboa desde 1990. Publicou Recettes du Portugal em 1995, reeditado em 2001. Colaborou com várias instituições portuguesas e estrangeiras para traduções. Últimas traduções publicadas: Al Berto, La secrète vie des images, Escampette, Bordeaux, 1996; Jardin d’incendie, 2000; F. Caldeira Cabral, Jardins et art du paysage à Macao, Asia 2000, Hong Kong, 2001.


Zlata

Zlatka Timenova

Professora auxiliar na Universidade Lusófona de Lisboa. Lecciona língua e cultura francesas, teoria da literatura e teoria da tradução. Doutorada em Línguas e Literaturas Modernas pela Universidade de Coimbra. Tem equivalência ao Grau de Mestre em Literaturas comparadas Portuguesa e Francesa pela Universidade Nova de Lisboa, concedida em 1997. Publicou vários artigos na Bulgária, na França, na Grécia e em Portugal, sobre a literatura francesa e a analise do texto literário, e também sobre o ensino das línguas estrangeiras e sobre a literatura e cultura búlgaras. Publicou traduções nas áreas da literatura, cultura e didáctica. Tradução do livro L’enseignement répondant de Louis Not. Escreve e publica poesia e traduções de poesia na revista electrónica “Literaturen sviat”. Membro fundador da Iberian-Slavonic Association, membro da International Comparative Literature Association.

Página pessoal


 

 

 

 

 

Cristina Monteiro

Nascida em Strasbourg, França, chegou a Portugal em 2001 onde concluiu em 2006 uma Licenciatura em Línguas e Literaturas Modernas, variante de estudos Franceses e Ingleses na faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Em 2010 obteve o grau de Mestre pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa com o Mestrado em Ensino de Inglês e de Língua Estrangeira no 3º ciclo do Ensino Básico e no Secundário. Em 2009 começou a leccionar inglês no 1º ciclo e mais tarde em 2015 concluiu o complemento de formação nessa área na Universidade Aberta.

Lecciona cursos de francês e cursos de francês para profissionais de saúde desde 2008, incentiva a divulgação do francês como língua de comunicação e de trabalho com a criação de clubes de línguas.

Colabora regularmente com empresas particulares efectuando traduções em diversas áreas.


 

 

 

 

 

François Paymal

Professor de língua e cultura Francesa, doutorado em História da Educação pela Universidade de Lisboa (2013), analisou as condições de integração da mulher polícia na PSP, desde 1997 até aos nossos dias. Depois de ter sido professor no ensino básico em Paris durante sete anos (CE2, CM1, CM2), iniciou a sua carreira em Portugal no ISLA, em 1999, como assistente de Francês na licenciatura de Assessoria de Direcção. Paralelamente, foi professor convidado especializado em língua Francesa na temática das Ciências Policiais no ISCPSI, Escola Superior de Polícia, de 2003 a 2009.

Especializou-se no ensino de Francês como língua estrangeira em várias multinacionais portuguesas e francesas (Sumol, Compal, ROFF, Peugeot, FNAC…) com objectivos específicos desenvolvidos na base de trocas entre formandos e formador. Ultimamente, desenvolveu um módulo de Francês na área da saúde na Universidade Egas Moniz, Lisboa, assim como de Francês no âmbito da construção civil (Paviana S.A).

No Ensino Superior ensina, actualmente, Francês no âmbito da Gestão Hoteleira e Turismo, na Universidade Europeia acompanhando com toda a temática da interculturalidade.


 

 

 

 

 

Telmo Verdelho

Doutorando em Didática das Línguas, Multilinguismo e Educação para a cidadania, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, passou por vários países francófonos, nomeadamente pela Bélgica e por França, ao longo da sua escolaridade, tendo obtido o diploma de European Baccalaureat em 1993, na Escola Europeia do Luxemburgo. Em 2012, obteve o grau de Mestre em Ensino do Português e do Espanhol (dissertação sobre A Inferência Lexical Entre as Estratégias de Compreensão Escrita em Alunos Portugueses de Espanhol Língua Estrangeira) na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde também já tinha concluído a Licenciatura em Línguas e Literaturas Modernas em Estudos Portugueses e Franceses no ano de 1998 e ,em 2000, a Licenciatura em Ramo de Formação Educacional.

Leciona, desde 2007, língua espanhola na Universidade Lusíada de Lisboa, no âmbito dos cursos de Relações Internacionais e de Turismo, assim como língua francesa e língua portuguesa desde 1999, no 3º Ciclo do Ensino Básico e Secundário.

QUADROS COMPARATIVOS DOS DIFERENTES EXAMES E NÍVEIS DO CEFR

  • O Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR) comum de onde todos os sistemas de níveis de língua partem está aqui: http://www.coe.int/t/dg4/linguistic/Cadre1_en.asp.
  • Cada língua tem um sistema de níveis adequado à sua aprendizagem por um falante nativo de Português. No caso do Francês, o quadro de níveis é o seguinte (aplicável a partir de 2016-17):
  • Francês A1 
  • Francês A2.1 
  • Francês A2.2
  • Francês B1.1
  • Francês B1.2  
  • Francês B2.1
  • Francês B2.2
  • Francês C1.1
  • Francês C1.2
  • Francês C2.1