Finlandês


A língua finlandesa é um idioma da família de línguas urálicas do grupo fino-permiano, ao qual também pertencem o húngaro e oestoniano.O finlandês tem a característica de não pertencer ao tronco indo-europeu, como a maior parte das línguas europeias. Pertencente ao tronco uraliano e ao ramo fino-permiano, assim como o estoniano e o livónio, tem morfologia do tipo aglutinante, e o acento tônico recai sempre sobre a primeira sílaba da palavra.

Horário 1º Semestre 2017/18

Brevemente.

Nota – Desde que exista um nº mínimo de 5 alunos, o ILNOVA pode abrir uma turma em qualquer nível ou curso técnico.

– Professor Mika Palo: e-mail mika.palo@clix.pt ; tel./fax 249 316 913; telem. 936 616 510.

– Secretariado do ILNOVA (no r/c do Bloco A da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas): e-maililnova@fcsh.unl.pt ; nº tel. directo 217 908 382.

Os cursos em regime livre de língua e cultura finlandesas nas universidades portuguesas destinam-se a todos os interessados além dos estudantes universitários. Os seguintes cursos têm o apoio do CIMO (Centro para a Mobilidade Internacional, Finlândia) e do Instituto Ibero-Americano da Finlândia.No ano lectivo 2011-2012 o professor Mika Palo continua a ensinar finlandês na Universidade Nova deLisboa (cursos semestrais) e na Universidade do Porto (cursos anuais). Através destes cursos os alunos (principalmente jovens alunos universitários) podem candidatar-se aos Cursos de Verão de Finlandês do CIMO (gratuitos e com possibilidade de bolsa) e aos “estágios de língua” organizados por CIMO (com bolsa ou salário), ambos realizados na Finlândia.

“Tervetuloa suomen kursseille!” – Bem-vindo(a) aos cursos de finlandês!

1mika
Visão, Quarta-feira, 27 de Maio de 2009
A viver em Tomar, este professor de Finlandês fala um português irrepreensível. Já lá vão 30 anos desde que começou a gostar do som da língua que ouvia nas emissões de rádio brasileiras, escutadas em onda curta, a partir de Helsínquia. Estudou filologia portuguesa e, em 1987, conheceu o País numa viagem de inter-rail. Depois de algum tempo de casamento à distância, passou a fazer mais sentido ficar por cá.
Uma ideia para Portugal
O inglês é muito útil mas, por vezes, o domínio de um idioma menos conhecido pode trazer outras oportunidades.
Uma ideia para a Europa
Só através do multilinguismo seremos capazes de construir uma Europa verdadeiramente comum.
Finlândia = Suomi
Finlandês (língua) = suomi
Finlandês (pessoa/adj.) = suomalainen
Portugal = Portugali
Português (língua) = portugali
Português(pessoa/adj.) = portugalilainen
União Europeia = Euroopan Unioni
Olá! = Hei! / Terve! / Moi!
Bom dia! = Hyvää huomenta! / Hyvää päivää!
Boa tarde! = Hyvää iltapäivää! (ao fim da tarde, diz-se “Hyvää iltaa!”)
Boa noite! = Hyvää yötä!
Como estás? = Mitä kuuluu?
Bem, obrigado. = Kiitos, hyvää.
Desculpe/Desculpa! = Anteeksi!
Obrigado(a)! = Kiitos!
Como te chamas? = Mikä sinun nimesi on?
Eu chamo-me… = Minun nimeni on…
Muito gosto! = Hauska tutustua! / Hauska tavata!
De onde és? = Mistä sinä olet kotoisin?
Eu sou de Portugal. = Minä olen kotoisin Portugalista.
Quantos anos tens? = Kuinka vanha olet?
Tenho 18 anos. = Olen kahdeksantoista vuotta vanha.
Eu sou português(a). = Minä olen portugalilainen.
Eu sou finlandês(a). = Minä olen suomalainen.
Adeus! = Näkemiin!
Tchau! = Moi moi! / Hei hei!
  • O finlandês é uma língua muito diferente das outras línguas europeias, porque não é uma língua indo-europeia (como a maioria das línguas da Europa). O finlandês pertence à pequena família das línguas fino-úgricas (p.ex. húngaro, estónio, lapão, careliano, etc.), ou seja, tem uma raiz muito diferente do português, espanhol, inglês, francês, alemão, russo, sueco, etc.
  • Na língua finlandesa não há nem género (feminino/masculino) nem artigos (o, a, um, uma), nem tempo verbal futuro (utilizamos em vez disso o presente)!
  • O finlandês é uma língua fonética, ou seja, cada letra representa um único som, e vice versa.
  • Em vez de utilizar muitas preposições (como faz a língua portuguesa: em, de, entre, desde, a, para, por…), a língua finlandesa junta a mesma informação em sufixos que se “cola” no fim das palavras, p.ex. talo = casa – talossa = na casa. Na minha casa = talossani; na minha casa também = talossanikin… O finlandês tem 15 declinações ou casos, cada uma com os seus sufixos!
  • Para que é que uma língua pequena como o finlandês (com 5,5 milhões de falantes no mundo inteiro) pode ser útil? P.ex. nas áreas profissionais de Turismo, Tradução e Interpretação, e ao procurar emprego na Finlândia… O conhecimento de uma língua menos conhecida pode ser uma mais-valia que abre portas interessantes!
mika

Dr. Mika Palo

Nasceu em Helsínquia em 1965. Desde 2016 Representante Cultural em Portugal da Associação Finlândia-Portugal (Suomi-Portugali -yhdistys ry). De 2000 a 2015 Representante em Portugal do Instituto Ibero-Americano da Finlândia, organizando eventos e projectos culturais e científicos. Mestre em Teologia (M.Th.; linha de “Funções Ecuménicas, Internacionais e Culturais” com especialização em Comunicação Social) pela Faculdade de Teologia da Universidade de Helsínquia (1994). Estudou também Filologia Portuguesa (1990-1994) e História (1988-1995) na Faculdade de Letras da Universidade de Helsínquia. Desde 2002 professor de Cursos Livres de Finlandês na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Desde 2001 professor de Cursos Livres de Finlandês na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Formador de Finlandês do Curso de Especialização em Interpretação de Conferência na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (2005-2006). Autor do capítulo “Literatura Finlandesa”, publicado em 2004 em “A Luz Que Vem do Norte – Antologia de Contos Nórdicos” (org. Gonçalo Vilas-Boas), pp. 115-120; Edições Afrontamento, Porto. Jornalista e tradutor freelancer desde 1991: colaborador p.ex. do jornal Helsingin Sanomat (Finlândia), da agência de notícias STT (Suomen Tietotoimisto, Finlândia) e da emissora Yleisradio (Finlândia); tradutor de artigos científicos (de finlandês para inglês) para o Departamento de Ortodoxia e da Investigação das Igrejas da Europa do Leste, da Universidade de Helsínquia, e dos ensaios (de finlandês/sueco para português) “Uma Descrição do Pôr-do-sol” (autora: Veronica Pimenoff) e “A Europa Vista da Periferia” (autor: Jörn Donner) para a antologia “Cartas da Europa – O Que É Europeu na Literatura Europeia?” (Fim de Século – Edições, Lisboa, 2005); etc.

Informações diversas

ATENÇÃO: Os alunos de Finlandês (principalmente jovens estudantes universitários) podem candidatar-se a bons Cursos de Verão gratuitos (+ bolsas) e, a partir do Nível A1.2, a “Estágios de Língua” (com bolsa ou salário), ambos na Finlândia!

– Elisa: http://elisa.net

Motores de busca

– CULTURA: www.expat-finland.com/living_in_finland/cultural_integration.html#gate

Informações em português

QUADROS COMPARATIVOS DOS DIFERENTES EXAMES E NÍVEIS DO CEFR

  • O Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR) comum de onde todos os sistemas de níveis de língua partem está aqui: http://www.coe.int/t/dg4/linguistic/Cadre1_en.asp.
  • Cada língua tem um sistema de níveis adequado à sua aprendizagem por um falante nativo de Português. No caso do Finlandês, o quadro de níveis é o seguinte (aplicável a partir de 2016-17):
  • Finlandês A1.1
  • Finlandês A1.2
  • Finlandês A2.1
  • Finlandês A2.2
  • Finlandês B1.1
  • Finlandês B1.2
  • Finlandês B2.1
  • Finlandês B2.2
  • Finlandês C1.1
  • Finlandês C1.2
  • Finlandês C2.1