Árabe


Flag_of_the_Arab_League.svg

A Língua Árabe pertence ao ramo das línguas semitas, do grupo da línguas Afro-asiáticas, é considerada a língua semita que conservou melhor as características da língua semita antiga (fonética, morfologia e gramática). De uma língua local (península arábica) passou a ser através do Alcorão e do Islão uma língua mundial, pois, é falada num território de mais de 13 milhões de quilómetros, da Mauritânia até Omã. A inuência do Árabe tocou várias línguas como o Persa, o Urdu, o Suaili, o Berbere, o Pasto, o Bahasa, o Tagique, o Maltes, o Espanhol, o Italiano, o Português.

Horário – 1º Semestre 2017/18

As aulas de Árabe terão início a partir de 9 de Outubro.

  • A1.1 | turma A | seg e qua | 20h-22h | Prof. Abdeljelil Larbi  – Turma fechada
  • A1.1 | turma B | ter e qui | 16h-18h | Prof. Abdeljelil Larbi
  • A1.1 | turma C | sáb | 9h-13h | Prof. Abdeljelil Larbi
  • A1.2 | seg e qua | 16h-18h | Prof. Abdeljelil Larbi
  • A2.1 | seg e qua | 18h-20h | Prof. Abdeljelil Larbi
  • B1.1 | ter e qui | 18h-20h | Prof. Abdeljelil Larbi
  • B2.1 | ter e qui | 20h-22h | Prof. Abdeljelil Larbi

Nota – Desde que exista um nº mínimo de 5 alunos, o ILNOVA pode abrir uma turma em qualquer nível ou curso técnico.

Datas para teste de nível:

  • 26 Setembro 2017 – 16h

NOTA: O teste de nível tem um custo de 15€ e deverá ser marcado com antecedência através de email ou contacto telefónico. Este teste não confere a atribuição de um certificado de competência linguística, pois trata-se somente de um teste de aferição. O teste demora cerca de 1 hora, incluindo parte escrita e oral.

Os cursos de Árabe na Ilnova são destinados a qualquer pessoa interessada em língua árabe, os alunos em geral e em especial aos estudantes arabistas, relações internacionais ou outras carreiras relacionadas ao mundo árabe-islâmico, em universidades estrangeiras, que estão motivados para aprender, aperfeiçoar ou desenvolver os seus conhecimentos de Árabe, ou para os interessados em fazer pesquisa sobre determinados temas (Islão, História, Política, Cultura, Empresa…).

Os muçulmanos ou árabes que vivem em países ocidentais (segunda ou terceira geração) que pretendam aprofundar os seus conhecimentos do Árabe ou prosseguir os estudos em ciências islâmicas. Em geral, qualquer pessoa interessada em aprender a Língua Árabe por motivos prossionais ou pessoais, culturais, religiosas ou simplesmente por prazer e paixão.

arabworldmap-s

O Árabe escreve-se da direita para a esquerda e de cima para abaixo e não tem nem maiúscula nem caracteres de impressão diferentes das da caligrafia; tem 28 letras que se escrevem ligadas excepto 6.

• O alfabeto árabe é o 2º alfabeto mais usado no mundo depois do alfabeto latino.
• É a 5ª língua no mundo em termo de número dos falantes e previsto ser 3 língua mundial em 2050 depois do chinês e hindi segundo D. Gradol.
• É a 3ª língua no mundo em termo de número de países em que o
Árabe é língua oficial;
• É a língua oficial de 22 países árabes (Arábia Saudita, Argélia, Bahrein,
Comoros, Djibuti, Egipto, Iraque, Jordânia, Kuwait, Líbano, Líbia,
Mauritânia, Marrocos, Omã, Palestina, Qatar, Somália, Sudão, Síria,
Tunísia, Emirados Árabes Unidos, Iémen);
• É uma língua oficial/nacional /segunda língua em Chad , Eritreia,
Israel, Mali, Senegal;
• É língua oficial em várias organizações internacionais como: as Nações Unidas, a Liga Árabe, a Organização da Conferência Islâmica, a União Africana, a União do Magreb Árabe, a Cruz Vermelha, a Crescente Vermelha.
• É 7ª língua usada na Net segundo as estatísticas do Internet World
Stats, feitas em Setembro 2008.

código da  língua
ISO 639 – 1 : ar

ISO 639 – 2 : ara

image_large

1) Importância da Língua árabe na actualidade

O árabe é a língua oficial de 22 países e há bem mais de 300 milhões de falantes nativos desta língua; é também a língua litúrgica do Islão. É uma língua falada não apenas nos países árabes mas também existem grupos minoritários de falantes nativos em todo o mundo; é ainda uma língua falada por muitos emigrantes árabes na Europa (mais de 15 milhões), EUA e América do Sul.

2) O crescimento rápido da economia da região árabe

cafeHoje em dia, há uma procura considerável de funcionários falando Árabe como língua estrangeira, pois com a crescente influência da economia do Médio Oriente há muitas oportunidades para chegar a novos mercados, encontrar novos parceiros comerciais, oportunidades de negócios e clientes. Com um PIB que ultrapassa os 600 mil milhões de dólares, essa região (Médio Oriente e Norte de África) tem muito a oferecer ao mercado mundial, nomeadamente o europeu, a fim de criar boas relações comerciais.

Por isso é fácil para estudantes de Árabe encontrar emprego em áreas como educação, jornalismo, empresarial, finanças, traduções, formações técnicas…

3) Aprender Árabe ajuda a aproximar as culturas e civilizações

O ensino de Árabe para estrangeiros tem um papel fundamental na aproximação entre os povos e estabelecer uma via de diálogo entre culturas e civilizações, especialmente neste momento em que o ocidente é o lugar onde se encontra uma grande procura e abertura a língua árabe. Este objectivo destina-se a construir pontes de comunicação cultural através da publicação da língua e cultura árabe e islâmica entre vários povos e culturas.

4 – O Árabe é uma língua diferente

Aprender Árabe, além de ser pertinente, também é divertido como alfabeto, caligrafia, pronúncias diferentes, e leva a conhecer costumes diferentes, comida, música, cultura, pois também se torna fácil quando sabemos que muitas palavras portuguesas são de origem árabe (azeite, alface, alfaiate, alude, aldeia, fulano, resma …)

5 – Viagem e Turismo

Saber falar Árabe ajuda bastante os turistas e viajantes as diferentes países árabes a se comunicaram com facilidade com pessoas deste destino. O mundo árabe é agora um dos de mais rápido crescimento como destino dos ocidentais e é em particular uma região rica de patrimónios mundiais, cultura e paisagens diferentes (deserto, mar, montanhas…).

6 – Por razões académicas, linguísticas, culturais e investigação

O árabe é um pilar central da cultura árabe e da civilização arábico-islâmica, os investigadores em assuntos culturais, linguísticos, científicos relacionados com o Árabe e povos árabes devem aprofundar os seus conhecimentos na aprendizagem desta língua para poderem avançar melhor nos seus trabalhos.

Nicolas Sarkozy, ex-Presidente de França,

Message du Président de la République Française lu par Mme Malika Benlarbi à l’occasion des 1ères assises de l’enseignement de la langue et de la culture arabes en France, 15-01-2009.

« La langue arabe est une langue d’avenir et de progrès, de science et de modernité. Elle l’a été tout au long du passé. Il n’y a aucune raison que cela ne continue pas à être le cas dans l’avenir. Un pays qui investit dans son histoire et dans sa culture c’est en vérité un pays qui investit dans l’avenir. Il n’y a pas de contradiction entre préparer l’avenir et investir dans la langue arabe. Un pays qui n’a pas de problème avec son identité, qui n’a pas peur d’affirmer que la France a une identité nationale, n’a pas besoin d’être agressif à l’endroit de l’identité des autres. L’enseignement de la langue et de la culture arabes en France est un moment d’échange, d’ouverture et de tolérance.. ».

Jaques Chirac, ex-Presidente de França

Discours prononcé par M. Jacques CHIRAC Président de la République à l’université d’Oran

Oran Algérie Mardi 4 mars 2003

“La langue arabe offre un apport tout à fait essentiel à la culture universelle. Elle exerce depuis longtemps en France un fort attrait. Des savants comme Louis Massignon ont joué, à cet égard, un rôle considérable. Et je ne sais pas si vous savez que l’arabe est, avec le chinois, d’abord l’arabe, ensuite le chinois, l’une des langues dont l’apprentissage arrive en tête, est le plus suivi par les élèves de nos grandes Ecoles en France”

Edward Said, Living in Arabic, Al Ahram, 12 18 February 2004

It is also a language the centrality of which to a whole culture is matchless in that (as Jaroslav Stetkevych, author of the best modern book on the language itself has put it), “Venus-like, it was born in a perfect state of beauty, and it has preserved that beauty in spite of all the hazards of history and all the corrosive forces of time”. To the Western student “Arabic suggests an idea of almost mathematical abstraction. The perfect system of the three radical consonants, the derived verb forms with their basic meanings, the precise formation of the verbal noun, of the participles -everything is clarity, logic, system, and abstraction. The language is like a mathematical formula.” But it is also a beautiful object to look at in its written form; hence the enduring centrality of calligraphy in Arabic, which is a combinatorial art of the highest complexity, ever closer to ornament and arabesque than to discursive explicitation.

É também uma língua que funciona como ponto de convergência sem igual em relação à cultura árabe: como escreveu Jaroslav Stekevych, que lhe dedicou a melhor obra moderna3 , “como Vênus, ela nasceu num estado de beleza perfeita, e conservou essa beleza a despeito das peripécias da história e das forças do tempo”. Para o estudante ocidental, “o árabe sugere uma ideia de atracção quase matemática. O sistema perfeito das três consoantes radicais, as formas aumentativas dos verbos com seus significados de base, a formação precisa do substantivo verbal, dos particípios. Tudo é clareza, lógica, sistema e abstracção”. Mas é também um belo objecto para se olhar em sua forma escrita. Donde o papel central e duradouro da caligrafia, arte combinatória da mais alta complexidade, mais próxima do ornamento e do arabesco do que da explicitação discursiva.

Luís Rivas, director de informação de Euro News.

A quelques semaines du lancement des programmes en langue arabe, APN a interviewé Luis Rivas, directeur de l’Information et de l’Antenne de cette chaîne internationale ( Euro News ) basée à Lyon, en France.

PN : Pourquoi avez-vous choisi de lancer une programmation en langue arabe ?

Luis Rivas: Aujourd’hui, n’importe quelle chaîne de télévision revendiquant un statut international souhaite émettre en arabe et a fortiori EuroNews qui diffuse déjà simultanément en sept langues (anglais, français, allemand, italien, portugais et russe). Nous considérons que l’arabe est une langue européenne en raison de la présence d’une grande communauté arabophone sur le continent.

Nous voulons donc que les informations que nous diffusons soient également accessibles au monde arabe mais aussi aux citoyens arabophones établis en Europe. En vertu des accords de distribution que nous avons signés, nous devrions bien entendu toucher également les pays du Maghreb, du Machrek ainsi que les pays du Golfe.

  • Capital da cultura árabe: Bagdade ( Iraque)
  • Capital da cultura islâmica: Al Madinah Al Munawwarah ( Arábia saudita).
  • Liga Árabe

www.arableagueonline.org

1) Portugal

2) Espanha

3) França

SAM_0377

 

 

 


Dr Abdeljelil Larbi

Licenciado em Língua e Literatura Árabe pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas de Tunes em 1999. Mestrado em Civilização Islâmica pela Faculdade de Letras de Manouba de Tunes em 2003, com Tese sobre” As Relações Comerciais entre o Magreb Islâmico e os Normandos”, sécs. XI/XII gr- 5/6 hg (Diplomas reconhecidos pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa). Prepara a sua tese doutoral em Literatura Comparada na FCSH /UNL. Desde 2004, professor e tradutor de Árabe na Escola Europeia de Línguas. Desde 2005, professor de Árabe no Centro de Cursos Livres (ccl/iscte). Participou em várias conferências e comunicações em várias instituições em Portugal sobre assuntos culturais, políticos e sociais sobre os países do Magreb em particular e o Mundo Árabe e Islâmico em geral.

QUADROS COMPARATIVOS DOS DIFERENTES EXAMES E NÍVEIS DO CEFR

  • O Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR) comum de onde todos os sistemas de níveis de língua partem está aqui: http://www.coe.int/t/dg4/linguistic/Cadre1_en.asp.
  • Cada língua tem um sistema de níveis adequado à sua aprendizagem por um falante nativo de Português. No caso do Inglês, o quadro de níveis é o seguinte (aplicável a partir de 2016-17):
  • Árabe A1.1
  • Árabe A1.2
  • Árabe A2.1
  • Árabe A2.2
  • Árabe B1.1
  • Árabe B1.2
  • Árabe B2.1
  • Árabe B2.2
  • Árabe C1.1
  • Árabe C1.2
  • Árabe C1.3